Dois civis são assassinados por separatistas tailandeses

Uma pessoa foi decapitada e outra foi assassinada a tiros em dois ataques de supostos separatistas na região muçulmana do sul da Tailândia, palco de um conflito quecausou cerca de 2 mil mortes em três anos, informou a polícia à imprensa local.A cabeça de um atacadista de arroz foi achada na quinta-feira num saco plástico abandonado à beira de uma estrada da província de Pattani, perto da aldeia onde horas antes a vítima havia sido seqüestrada por um grupo de rebeldes armados.Um trabalhador de um seringal, que aparentemente colaborava com as forças de segurança, morreu nesta sexta-feira em Yala ao receber vários tiros a curta distância, dados por dois desconhecidos.Desde o reinício do conflito nas províncias muçulmanas dePattani, Yala e Narathiwat, em janeiro de 2004, os militantes do movimento separatista decapitaram mais de 20 pessoas, duas delas em fevereiro deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.