Evgeny Feldman/Meduza /AP
Evgeny Feldman/Meduza /AP

Dois colaboradores do opositor Navalni são presos na Rússia

Leonid Volkov, braço direito do maior opositor de Vladimir Putin, anunciou hoje a detenção de Kenia Fadeeva, vereadora de Tomsk, e de Zakhar Sarapulov, ex-chefe do escritório do grupo em Irkutsk. 

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2021 | 13h23

MOSCOU - Dois colaboradores do maior opositor de Vladimir Putin, Alexei Navalni , que está presoforam  detidos nesta terça-feira, 28, segundo anúncio de seu movimento. "Uma grande desgraça aconteceu", tuitou Leonid Volkov, opositor exilado e braço direito de Navalni, anunciando a detenção de Ksenia Fadeeva, vereadora de Tomsk, e de Zakhar Sarapulov, ex-chefe do escritório do grupo em Irkutsk. 

Fadeeva foi eleita em setembro de 2020 para o Parlamento de Tomsk, cidade siberiana onde Alexei Navalni foi envenenado em agosto do mesmo ano, durante a campanha eleitoral. eadora de Tomsk, e de Zakhar Sarapulov, ex-chefe do escritório do grupo em Irkutsk. 

Transferido para a Alemanha para receber tratamento, o opositor, que acusa o Kremlin de envenenamento com uma substância neurotóxica, foi preso ao voltar para a Rússia, no início de 2021. Está preso desde então, e todo seu movimento foi classificado como proibido em junho sob acusações de "extremismo".

Segundo Ivan Jdanov, outra pessoa próxima de Navalni que também optou pelo exílio, Ksenia Fadeeva é acusada de "extremismo" e de "abuso de poder". Por estes crimes, pode ser condenada a até 12 anos de prisão, se for considerada culpada./ AFP

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaVladimir PutinAlexey Navalny

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.