Jorge Dan Lopez/Reuters
Jorge Dan Lopez/Reuters

Dois deputados do PRI são assassinados em 48 horas no México

Autoridades não encontraram ligação entre os crimes; políticos do país pediram por mais proteção

estadão.com.br,

17 de setembro de 2012 | 09h01

CIDADE DO MÉXICO - O deputado do Partido Revolucionário Institucional (PRI) Jaime Serrano Cedillo, de 45 anos, foi assassinado domingo em Nezahualcoyotl, distrito vizinho da Cidade do México. Ele é o segundo deputado do partido morto em 48 horas.

Veja também:

 linkPolícia encontra 17 corpos em estrada no oeste do México

 linkNove corpos são achados pendurados em ponte no México

Na sexta-feira, Eduardo Castro Luque, também do PRI, foi baleado ao sair de casa, em Cidade Obregon, por dois homens em uma moto. A imprensa local reportou que Cedillo foi esfaqueado no peito quando caminhava na rua e foi levado para um hospital por sua família, mas não resistiu aos ferimentos.

Os deputados pertenciam ao mesmo partido do presidente recém-eleito, Enrique Pena Nieto. Até agora, autoridades não encontraram ligação entre os crimes.

O governador do Estado do México, Eruviel Avila Villegas, condenou o ataque pelo twitter e pediu investigações. O presidente também condenou a ação. "Lamento e condeno o assassinato do Dep. Jaime Serrano Cedillo. Os responsáveis devem ser punidos. Meus pêsames aos familiares", escreveu em seu twitter.

Políticos do país pediram por mais proteção: "Nós precisamos de uma lei que nos proteja, nos dê segurança. Nós precisamos de justiça e viver sob a proteção da lei", afirmou Cristina Diaz Salazar, secretária-executiva do Comitê Executivo Nacional do PRI.

"A Procuradoria desenvolverá as investigações correspondentes para determinar a forma como ocorreram os fatos, assim como descobrir o paradeiro dos supostos responsáveis", informou, por meio de comunicado, a Procuradoria Geral de Justiça do Estado.

Com AP e Efe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.