Dita Alangkara/AP
Dita Alangkara/AP

Dois dragões de Komodo matam homem na Indonésia

Vítima estava coletando frutas quando caiu e foi atacada por dois répteis gigantes

Efe

24 de março de 2009 | 04h05

Dois exemplares do dragão de Komodo, o maior lagarto do mundo, atacaram e mataram um homem que estava coletando frutas na região central da Indonésia, informou nesta terça-feira, 24, a polícia local.

 

O incidente ocorreu na segunda-feira, 23, à tarde, quando dois répteis se lançaram sobre a vítima, de 31 anos, quando esta caiu de uma árvore na ilha de Komodo, uma das três onde vive o animal.

 

Segundo fontes policiais citadas pela agência oficial Antara, o homem sofreu feridas graves por mordidas em todo o seu corpo e faleceu em um hospital da ilha vizinha de Flores, pois em Komodo não há centro médico.

 

Há um mês, um trabalhador de um parque natural sobreviveu a outro ataque, e um menino de oito anos morreu em 2007. O enorme réptil, além de atacar humanos, pode ser um caçador agressivo.

 

O dragão de Komodo (varanus komodoensis) chega a medir até três metros de largura e pesar até 150 quilos, e dispõe de uma enorme mandíbula.

 

A espécie sofre grave risco de ser extinta e existem apenas 4 mil vivos nas ilhas indonésias de Flores, Gili e Komodo, que lhe dá o nome.

Tudo o que sabemos sobre:
Dragão de KomodoIndonésiaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.