Dois executivos são fuzilados por fraude no Vietnã

Dois ex-altos executivos que desviaram milhões de dólares do governo do Vietnã foram fuzilados nesta sexta-feira. Tang Monh Phung e Pham Nhat Hong tiveram seus pedidos de clemência rejeitados pelo governo em maio. Os dois haviam sido condenados à morte em 1999, juntamente com quatro cúmplices, sob a acusação de fraude e de roubo de propriedade do governo, num elaborado esquema de estelionato e corrupção que arrecadou mais de US$ 280 milhões. Estabelecendo uma rede de 47 empresas-fantasmas e oferecendo garantias inexistentes, os dois conseguiram, com a ajuda de funcionários corrompidos, levantar grandes empréstimos em um banco estatal. Segundo as autoridades vietnamitas, outras pessoas envolvidas no caso também foram executadas. Ao todo, setenta e sete pessoas foram condenadas a penas diversas pela fraude, incluindo 18 executivos do banco governamental.

Agencia Estado,

11 Julho 2003 | 16h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.