Dois feridos em explosão morrem no Afeganistão

Dois intérpretes afegãos morreram nesta sexta-feira, um dia depois de terem sido feridos na explosão de uma granada em frente à base dos soldados estrangeiros de manutenção de paz estabelecidos em Cabul. Habib Ullah, de 28 anos, trabalhava como intérprete do Centro de Cultura e Imprensa do Afeganistão, uma entidade francesa. Familiares do outro homem morto no ataque pediram para que sua identidade fosse mantida em sigilo. Ele era intérprete das forças de manutenção de paz.Os franceses Eric Coorevits, de 33 anos, e Alisa Leroy, de 29, ficaram feridos no ataque, segundo informação do chefe do Centro de Cultura e Imprensa do Afeganistão, Cyril Papillard. Coorevits continua internado, mas não corre risco de vida. Leroy feriu-se superficialmente e já recebeu alta, informou Papillard. Um homem suspeito de ter atirado a granada foi morto a tiros logo após a explosão, ocorrida ontem. Um segundo suspeito foi detido com granadas pouco antes de detoná-las, garante Abdul Raouf Taj, chefe da polícia de Cabul. Nenhum mantenedor de paz foi ferido no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.