Dois grupos palestinos reivindicam atentado em Tel Aviv

Dois grupos palestinos, as "Brigadas Qods", pertencente à Jihad Islâmica, e as "Brigadas dos Mártires da Al Aqsa", ligadas à organização Fatah, revindicaram neste sábado, em comunicado conjunto, o atentado suicida perpetrado na sexta-feira, em Tel Aviv, que deixou cerca de 30 feridos. O comunicado, assinado pelos dois grupos, foi enviado às agências de notícias ocidentais em Beirute e também informa que o terrorista suicida Safwat Abderrahman Khalil, de 19 anos, pertencia à Jihad Islâmica e perpetrou o atentado suicida em Tel Aviv, com a ajuda do grupo "mãos escuras" do comando central das Brigadas dos Mártires da Al Aqsa. "A operação faz parte de uma série de respostas do povo palestino aos crimes do inimigo sionista que assassina os dirigentes, os membros das organizações palestinas e os filhos dos palestinos", diz o comunicado.

Agencia Estado,

26 Janeiro 2002 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.