Dois ilegais chegam milagrosamente com vida à África do Sul

Dois imigrantes ilegais que passaramoito dias agarrados ao casco de um cargueiro chegaram à África doSul desidratados, com hipotermia e aturdidos, mas milagrosamente comvida, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais. Christiann Baradie, de 22 anos, e Isaac Cyrin, de 28, ambosnigerianos, fizeram a travessia da Costa do Marfim em um minúsculocompartimento do casco do navio a um metro da linha de flutuação. "É surpreendente que tenham sobrevivido", disse na cidade de PortElizabeth, no extremo sul do país, o coordenador de operações doInstituto Nacional de Resgate Marítimo, Gavin Riddle. Um terceiro imigrante, Emmanuel, não resistiu à viagem. Seu corpofoi resgatado na quarta-feira à noite no mesmo lugar de onde foramretirados seus dois companheiros de travessia. O lugar que elegeram no cargueiro, o "Washington Highway", émuito perigoso, especialmente na manobra de atraque. É possível quetenham ficado muitas vezes sob a água por causa das ondas. "Eles estavam muito desidratados, com hipotermia, em um estadoforte de choque e atordoados", acrescentou Riddle, segundo a agêncialocal Sapa. Após oito dias em alto-mar agarrados ao casco do navio, sórestava uma garrafa d´água aos dois sobreviventes. As autoridades de emigração disseram que ainda não sabem o quevão fazer com os imigrantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.