Dois jatos da Embraer fazem pousos forçados nos EUA

Problemas com pneus obrigaram os pilotos de dois aviões da Embraer a realizarem pousos forçados praticamente simultâneos em dois diferentes aeroportos dos Estados Unidos, nesta terça-feira. Não houve vítimas em nenhum dos casos.Em Houston, o pneu de um avião da Continental Express estourou pouco depois da decolagem e o piloto foi obrigado a circular o aeroporto antes de fazer a tentativa de pouso forçado.O jato da Embraer sobrevoou a baixa altitude o aeroporto internacional Bush e em seguida arremeteu para que funcionários pudessem analisar os danos causados ao pneu e para que a aeronave liberasse combustível, disse Kristy Nichlas, porta-voz da Continental Express.Mais cedo, Sarah Anthony, outra porta-voz da companhia aérea disse que o avião tinha 45 passageiros e três tripulantes a bordo.O pouso forçado transcorreu com perfeição. O piloto passou cerca de duas horas circulando o aeroporto de Houston para gastar combustível para tentar pousar em segurança.Em Chicago, um jato Embraer-145 da American Eagle saiu da pista quando o piloto fez um pouso forçado no aeroporto internacional O´Hare, em Chicago (Illinois). O acidente não deixou vítimas.O avião vinha de Bentonville (Arkansas) com 40 passageiros e três tripulantes a bordo e, aparentemente, também apresentou problema em um dos pneus.Segundo Elizabeth Cory, porta-voz da Administração Federal de Aviação (FAA), os controladores de vôo do aeroporto viram fumaça saindo do trem de pouso do avião no momento em que ele tentava aterrissar.O aparelho derrapou na pista e parou no gramado. Segundo Dave Jackson, porta-voz da American Eagle, um exame preliminar mostrou que um pneu da aeronave estava furado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.