Dois jornalistas da Reuters estão desaparecidos na Síria

Produtor e câmera da agência britânica deveriam ter retornado ao Líbano no último sábado

Efe

28 de março de 2011 | 08h26

LONDRES- Dois jornalistas da televisão da Reuters estão desaparecidos na Síria desde o sábado, quando tinham previsto retornar ao Líbano, informou nesta segunda-feira, 28, a agência de notícias.

 

Veja também:

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens dos protestos na região

 

 

O produtor Ayat Basma, que trabalha normalmente em Beirute, e o câmera Izzat Baltaji esperavam atravessar o Líbano por estrada no sábado 26 de março e tinham acertado que um táxi os recolhesse na fronteira, detalhou a agência britânica.

 

 

O último contato com eles foi às 14h22 (horário de Brasília) quando Baltaji enviou por telefone celular uma mensagem de texto a um colega em Beirute no qual dizia: "vamos sair agora".

 

Basma e Baltaji, ambos libaneses tinham viajado para a Síria na quinta-feira passada para cobrir os protestos nesse país.

 

"A Reuters está profundamente preocupada com nossos dois colegas de televisão que desapareceram na Síria no sábado. Contatamos as autoridades competentes na Síria e pedimos sua ajuda para assegurar o retorno seguro para casa de nossos colegas", assinalou o diretor-chefe da agência, Stephen Adler.

 

Um funcionário sírio informou à Reuters no sábado que as autoridades trabalham para resolver este assunto.

 

Segundo informou a agência, um diretor da Reuters deve viajar para Damasco para tratar este assunto formalmente com os funcionários sírios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.