Dois jornalistas estrangeiros são raptados na Somália

Dois jornalistas, uma australiana e um canadense, foram raptados neste sábado por homens armados não identificados perto de Mogadishu, capital da Somália, segundo a polícia. "Eles foram levados sob ameaça de armas de fogo. Foi um rapto", disse um oficial de segurança em um hotel no sul da capital, sob a condição de manter o anonimato. A polícia confirmou que o rapto ocorreu na rodovia entre Mogadishu e Afgoye. Os dois jornalistas foram visitar um campo de refugiados em Afgoye, segundo fontes. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.