Dois militares libaneses e uma menina morrem durante confrontos

Exército do país combate desde sábado militantes islamitas; na cidade de Trípoli outros 7 soldados ficaram feridos

O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2014 | 10h46

BEIRUTE - Dois militares libaneses morreram durante a noite em confrontos com militantes islamitas na cidade de Arsal, fronteira com a Síria. Na cidade de Trípoli, uma menina de oito anos foi baleada e também morreu, informaram fontes de Segurança nesta terça-feira, 5.

O Exército libanês acrescentou, em um comunicado, que pelo menos sete soldados ficaram feridos, um deles em estado grave, quando o ônibus onde viajam foi atacado em Trípoli.

Os dois militares que morreram, um capitão e um soldado, participavam de "combates contra terroristas", informaram as Forças Armadas. Os confrontos tiveram início no sábado 2 e deixaram até o momento 16 mortos, 86 feridos e 22 desaparecidos.

Desde 7h30 (1h30 pelo horário de Brasília) desta terça, unidades do Exército tentam retomar o controle do prédio do tribunal islâmico e os edifícios próximos em Arsal. / EFE e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Líbanomilitantes islamitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.