Dois mortos e mais de 20 feridos em ataque na Caxemira

Um ministro do governo da Caxemira sobreviveu a um ataque reivindicado por guerrilheiros islâmicos. Dois civis morreram e outros 28 ficaram feridos, informaram autoridades. Peerzada Mohammad Sayeed, ministro do desenvolvimento rural do governo do Estado de Jammu-Caxemira, foi atingido por uma bala em uma das pernas durante o ataque, ocorrido na vila de Larnu, informou Pervez Dewan, alto funcionário da administração local. Sayeed é o principal representante do Partido do Congresso na coalizão que governa o Estado. Ele estava reunido com médicos e voluntários de saúde em Larnu, cerca de 80 quilômetros ao sul de Srinagar, a capital estadual de verão. Em telefonemas anônimos a várias agências de notícias, os grupos militantes Jamiat-ul-Mujahideen e Tehreek-Jehad-e-Islami assumiram conjuntamente responsabilidade pelo ataque, segundo a agência indiana PTI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.