Dois mortos em ataque suicida de palestina de 19 anos

Ao receber a notícia de que sua filha de 19 anos, Zainab, havia cometido um atentado suicida em Jerusalém, matando dois israelenses e ferindo outros 16, Ali Abu Salem, 48 anos, que sofre de problemas cardíacos, caiu sem fala no sofá. Mais tarde, foi levado de ambulância a um hospital. Sua mulher, Sahar, chorava perguntando "Por quê, por que isso aconteceu conosco?"As Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa assumiram a responsabilidade pelo atentado cometido por Zainab, o primeiro contra Jerusalém desde 22 de fevereiro. Um membro do grupo disse à Associated Press que a jovem havia se apresentado como voluntária para uma missão suicida. "Ela disse que se recusássemos, ela atacaria soldados com uma faca", disse ele. "Então nos organizamos rápido".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.