Dois novos recordes no Everest

Um guia sherpa quebrou hoje seu próprio recorde ao escalar o Monte Everest pela 13ª vez, e outro sherpa tornou-se o mais rápido alpinista a chegar ao topo da montanha mais alta do mundo. Appa, que como a maioria dos sherpas (como são chamados os habitantes da região do Himalaia) tem apenas um nome, alcançou o pico de 8.850 metros na manhã de hoje com uma expedição americana, informou o Ministério do Turismo do Nepal. Ele havia escalado a montanha no ano passado e anunciado que estava se aposentando, mas mudou de idéia. Appa disse à Associated Press que não estava preocupado em estabelecer recordes, mas seu trabalho é guiar alpinistas ocidentais e é o que sabe fazer bem. Appa escalou o Everest pela primeira vez em 1989 com uma equipe da Nova Zelândia liderada pelo veternado alpinista Rob Hall, um dos oito que morreram durante uma temspestade em 1996 que os alcançou quando se aproximavam do topo. Em outro recorde, Lakpa Gyelu, 35 anos, saiu do acampamento base, a 5.300 metros, e chegou ao cume em 10 horas e 56 minutos. Foi sua décima tentativa bem sucedida de chegar ao topo do mundo. Ele quebrou o recorde estabelecido apenas na semana passada por outro guia sherpa, Pemba Dorjee, que fez a escalada em 12 horas e 45 minutos. A maioria dos escaladores faz o trajeto em cerca de quatro dias. Appa e Gyelu, como os sherpas em geral, cresceram no pé da montanha, e começaram a carregar equipamentos e suprimentos para os montanhistas muito jovens. Gyelu escalou o Everest pela primeira vez em 1993 com uma expedição britânica e tem repetido a odisséia quase todos os anos desde então.Primeiro negro sul-africano Também hoje, Sibusiso Vilane, 32 anos, tornou-se o primeiro negro sul-africano a alcançar o topo da montanha do Himalaia. O presidente da África do Sul, Thabo Mbeki, enviou a ele uma mensagem, dizendo: "Hoje, todos os africanos têm 8.850 metros" de altura. Este ano esta sendo comemorado o 50º aniversário da primeira conquista do Everest, e um número recorde de aventureiros devem escalar a montanha. Desde que o neo-zelandês Edmund Hillary e o sherpa Tenzing Norgay conquistaram o Everest em 29 de maio de 1953, mais de 1.300 chegaram ao topo do mundo. E cerca de 175 escaladores morreram em suas encostas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.