Dois ônibus e 100 carros são incendiados na França

Homens armados puseram fogo em dois ônibus no norte de Paris na madrugada desta sexta-feira, no primeiro aniversário das mortes de dois adolescentes que detonaram protestos violentos pela França no ano passado.Os cerca de 15 passageiros foram obrigados e descer do primeiro veículo, em seguida incendiado no subúrbio de Seine-Saint-Denis. O segundo foi incendiado no mesmo subúrbio pouco depois. Ninguém ficou ferido.Na madrugada de quinta para sexta, 100 carros foram queimados em todo o país. O número é maior que o normal, já que, segundo a polícia, a média está entre 30 e 50 carros incendiados semanalmente. Além disso, outros incidentes envolvendo incêndios criminosos e emboscadas a policiais aumentaram nas últimas semanas. Os recentes ataques sugerem que a raiva e a frustração da juventude empobrecida dos subúrbios ainda não foi controlada e as medidas do governo para evitar novos conflitos foram insuficientes.Nesta sexta-feira faz um ano que dois jovens morreram eletrocutados quando aparentemente tentavam escapar da polícia, em Clichy-sous-Bois, periferia norte de Paris. O incidente levou a uma temporada de três semanas de violência, com quase 9 mil veículos incendiados e cerca de 3 mil prisões. A maioria dos envolvidos eram franceses filhos de imigrantes africanos. O comportamento dos jovens levou a um debate no país sobre a integração dos imigrantes e o preconceito.Uma passeata silenciosa pelas ruas de Clichy-sous-Bois abriu nesta sexta-feira a série de homenagens aos dois adolescentes mortos há um ano. As forças policiais reforçaram a segurança, com medo de novos ataques. Os protestos de um ano atrás se estenderam por quase 300 cidades francesas e causaram um prejuízo financeiro de 160 milhões de euros. Em 8 de novembro, o governo francês declarou estado de emergência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.