Dois palestinos morrem durante confrontos na Cisjordânia

Dois palestinos foram mortos a tiros pelos soldados israelenses na madrugada desta quarta-feira. Um na Faixa de Gaza e outro na Cisjordânia. Membros de uma unidade especial do Exército israelense mataram Ahamd Ajaj, de 18 anos, quando o rapaz estava em cima do telhado de uma casa no povoado de Saída, ao norte da Cisjordânia, local onde as tropas israelenses destruíram várias imóveis. Uma das casas demolidas pertencia ao pai de Mohamed al Aqsar, militante das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, grupo armado ligado ao movimento Fatah do presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat. Na Faixa de Gaza, Ayman Hneidek, de 30 anos, foi baleado na cabeça durante um tiroteio contra as tropas israelenses. O incidente aconteceu em Jan Yunes, próximo da colônia judia de Neve Dekalim. Ainda durante esta madrugada, pelo menos 20 palestinos foram presos na Cisjordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.