Dois palestinos morrem na divisa entre Cisjordânia e Israel

Dois palestinos morreram na manhã desta segunda-feira durante uma incursão do Exército israelense em Kalkilia, divisa entre Israel e Cisjordânia, informou um hospital palestino. Uma das vítimas, Attes Abdel Alal, era membro da Força 17, a guarda pessoal do presidente palestino Yasser Arafat. A outra vítima é um civil que teve sua casa destruída por um míssil. Tanques, veículos blindados e escavadeiras ocuparam no domingo à noite a cidade autônoma de Kalkilia, onde vive aproximadamente 300 mil palestinos. Simultaneamente dois helicópteros israelenses lançaram mísseis contra o edifício onde fica uma unidade da Força 17, deixando quatro palestinos feridos, um deles em estado grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.