Dois palestinos são mortos pelo Exército de Israel

Segundo o Exército israelita, agressores teriam lançado explosivos contra as tropas que faziam uma blitz no norte da Cisjordânia

O Estado de S.Paulo

12 Julho 2017 | 02h25

RAMALA - O Exército de Israel matou a tiros duas pessoas que entraram em confronto com as tropas durante uma blitz para fazer detenções no norte da Cisjordânia, informaram nesta quarta-feira, 12, autoridades locais palestinas. 

Segundo o Exército israelense, os soldados foram atacados no campo de Jenin e os agressores teriam disparado e lançarado explosivos e os soldados devolveram o fogo. 

O diretor do Hospital de Jenin informou que há dois mortos, de 17 e 21 anos, e outros dois feridos. 

Desde 2015, palestinos já mataram 43 israelenses, dois turistas norte-americanos e um turista britânico em ataques com carros, tiroteios e punhaladas. No mesmo período, tropas israelenses mataram mais de 250 palestinos, a maioria considerados por Israel como agressores. / AFP

Mais conteúdo sobre:
Cisjordânia Israel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.