Dois rebeldes suspeitos são mortos na Chechênia

Forças russas na Chechênia mataram nesta quarta-feira dois suspeitos de integrar movimentos separatistas. Segundo o ministro do interior da Rússia, os supostos militantes Rustam Sultanov e Adam Nakayev foram perseguidos por forças de segurança em Grosny, capital da Chechênia. Eles teriam se recusado a se render e foram mortos em um tiroteio. Ambos teriam envolvimento em um ataque ocorrido em junho de 2004, quando mais de 90 oficiais de justiça russos foram mortos.O promotor checheno nomeado por Moscou Valery Kuznetsov disse em uma reunião oficial que algo em torno de 700 militantes, incluindo 100 estrangeiros, operam na região.Apesar de batalhas de larga escala terem terminado na Chechênia, rebeldes separatistas continuam atacando os prédios federais e colaboradores do governo Russo. As forças de Moscou se retiraram da Chechênia em 1996 após uma guerra de 20 meses, deixando a região do Cáucaso independente, mas voltaram à guerra em 1999 após rebeldes chechenos atacarem uma região vizinha em uma série de bombardeios visando apartamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.