Dois são resgatados de mina após explosão na Nova Zelândia

Acredita-se que outros 27 sigam soterrados; acidente pode ter sido causado por acúmulo de gás

Agência Estado

19 de novembro de 2010 | 04h58

Mina onde ocorreu o acidente fica no sul da Nova Zelândia.

 

WELLINGTON - Dois mineiros foram resgatados nesta madrugada (no horário de Brasília) após explosão na mina de carvão da Piker River Coal Co., na cidade de Greymouth, Nova Zelândia, nesta sexta-feira, 19, informaram fontes oficiais.

 

Segundo o executivo-chefe da mineradora, Peter Whittall, deve haver ainda 27 trabalhadores soterrados. O acidente ocorreu às 16h30 no horário local (1h30 de Brasília) na jazida de Pike River, a 50 quilômetros ao norte de Greymouth, na Ilha Sul, e a aproximadamente 200 quilômetros da capital Wellington.

 

Segundo o prefeito de Greymouth, Tony Kokshoorn, estima-se que trabalhavam no local no momento da explosão entre 25 e 30 mineiros. Greymouth é uma pequena cidade situada na costa ocidental da ilha ao sul da Nova Zelândia. Equipes socorristas trabalhavam nas buscas.

 

A mina Pike River Coal Co., que produz carvão de alta qualidade para a fabricação de aço, foi aberta há cerca de um ano e estava aumentando sua produção depois de superar uma série de problemas técnicos. Ela fica próxima a uma jazida já fechada, onde 18 trabalhadores morreram em uma explosão em 1968.

 

Cerca de um terço da Pike River pertence à NZ Oil and Gas, e o restante a duas companhias indianas - Gujarat NRE e Saurashtra Fuels, com participações minoritárias. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ExplosãominaNova Zelândiaresgatados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.