Dois soldados americanos morrem em explosão no Iraque

Dois soldados americanos morreram quando tentavam desativar uma bomba numa estrada em Sijar, 400 quilômetros ao norte de Bagdá. Um oficial das forças americanas no Iraque, general Mark Kimmitt, disse que essas baixas entraram nas estatísticas oficiais como mortes acidentais, e não como conseqüência de ação hostil. "As mortes ocorreram durante uma missão de limpeza de terreno, e não durante um ataque", afirmou Kimmitt.Segundo números oficiais, 534 soldados americanos já morreram no Iraque desde o começo da guerra - 385 depois de 1º de maio, quando o presidente dos EUA, George W. Bush, declarou o fim dos combates em grande escala. Da cifra total, os oficiais americanos atribuem 137 mortes a ações não-hostis, classificação que engloba as baixas por acidente ou suicídio.Em outro incidente, a explosão de uma bomba matou um iraquiano e feriu dois filhos dele quando passavam de carro por uma estrada entre Kirkuk e Mossul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.