Rebecca Blackwell/AP
Rebecca Blackwell/AP

Dois soldados da União Africana são mortos na República Centro-Africana

Militares foram mortos em um ataque à patrulha da qual participavam na capital Bangui

O Estado de S. Paulo,

27 de dezembro de 2013 | 13h01

DACAR - Dois integrantes das forças de manutenção de paz da União Africana (UA) na República Centro-Africana foram mortos a tiros na noite de quinta-feira, 26, informou um porta-voz da entidade.

Os dois soldados eram congoleses e foram mortos em um ataque à patrulha da qual participavam em Bangui, a capital da República Centro-Africana, disse Eloi Yao.

No dia de Natal, seis soldados da UA oriundos do Chade morreram em outro ataque em Bangui, o que expõe a volátil situação na República Centro-Africana, que encontra-se à beira de uma guerra civil nove meses depois da deposição do presidente François Bozizé.

Também na quinta-feira, forças de segurança repeliram um ataque ao palácio presidencial e mantenedores de paz da UA descobriram uma vala comum com aproximadamente 20 corpos na capital. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.