Dois suspeitos de abusos no Iraque são presos na Inglaterra

A polícia militar inglesa prendeu duas pessoas acusadas de ter conexão com as imagens de vídeo divulgadas no último final de semana em que soldados britânicos aparecem espancando civis iraquianos, disseram autoridades nesta terça-feira.O ministro da defesa não irá falar onde estão presos os suspeitos, ou se eles eram membros das forças armadas.O vídeo foi mostrado no último domingo pelo jornal News of The World e mostrava soldados britânicos arrastando civis iraquianos para dentro dos quartéis e os espancando com bastões.Uma terceira pessoa, presa nesta segunda-feira pela polícia militar, foi identificada pela British Broadcasting Corp. como sendo o capitão Martin Webster do 1º batalhão da infantaria leve. Aparentemente era ele quem operava a câmera utilzada para gravar os espancamentos.O Conselho Provincial de Basra disse nesta terça-feira que está cancelando as relações com as tropas britânicas na cidade, onde estão baseados a maioria dos 8 mil funcionários britânicos no Iraque. Dois homens que se dizem ser vítimas dos abusos exigiram uma compensação de Londres.O primeiro-ministro da Inglaterra, Tony Blair, prometeu uma investigação aprofundada do assunto.A BBC, que levou ao ar o vídeo na última segunda-feira, mostrou uma multidão atacando as tropas britânicas momentos antes das imagens de abuso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.