Dois técnicos nucleares são seqüestrados no Paquistão

Ação de militantes islâmicos aumenta a preocupação com a região tribal tomada por insurgentes islâmicos

Agências internacionais,

13 de fevereiro de 2008 | 13h10

O seqüestro de dois empregados da Comissão de Energia Atômica do Paquistão elevou ainda mais a preocupação pela falta de segurança nas regiões tribais do país, ocupadas por militantes islâmicos. Segundo o jornal espanhol El País, o seqüestro confirmado pela polícia aconteceu na segunda-feira, 11. "Os técnicos seguiam para um estudo geológico na região quando foram levados por homens armados junto com o motorista que os acompanhava", informou um porta-voz policial citado pela Reuters. Aparentemente, o veículo foi interceptado por homens mascarados na província do Waziristão do Sul, ocupada por insurgentes. A região é uma das que forças do governo não possui o controle, na fronteira com o Afeganistão. O local se converteu em um centro de operações do Taleban e da Al-Qaeda contra o governo de Pervez Musharraf, aliado do governo dos Estados Unidos.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãoseqüestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.