Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Dolly, a ovelha clonada, tem artrite

Dolly, a primeira ovelha clonada do mundo, contraiu artrite com a idade relativamente jovem de cinco anos e meio, informou nesta sexta-feira um de seus criadores. O anúncio renova a polêmica sobre a suscetibilidade dos animais clonados ao envelhecimento precoce e a outros problemas de saúde."Dolly tem artrite na pata traseira esquerda", disse Ian Wilmut, do Instituto Roslin, em Edimburgo, Escócia. "Não há nenhuma forma de saber se isto se deve à clonagem ou se é apenas uma casualidade", disse Wilmut, em entrevista àrádio BBC. Dolly nasceu em um centro de pesquisas escocês em 1996. A ovelha foi o primeiro mamífero no mundo clonado a partir de um adulto. Os cientistas do Instituto Roslin anunciaram seu nascimento em 23 de fevereiro de 1997. Segundo Wilmut, apesar da artrite, Dolly é um animal saudável que pariu seis cordeiros.Além disso, continua sendo um caso singular devido ao fracasso de outras experiências semelhantes. Fetos deformados com órgãosgrandes demais morreram no útero ou logo após o nascimento. As dimensões de alguns eram o dobro do habitual. Em 1999, os cientistas advertiram que as células de Dolly - clonada de uma ovelha de seis anos - mostravam sinais de envelhecimento próprios de um animal mais velho. Para alguns geneticistas, esta é uma prova de que o planogenético original do animal se desgasta quando é feita uma cópia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.