Dolly vira furacão e ameaça litoral do Golfo do México

A tempestade tropical Dolly foi elevada a um furacão de categoria 1 no final desta tarde e se dirige à fronteira entre os Estados Unidos e o México, no litoral do Golfo do México, em direção ao populoso vale do Rio Grande. Autoridades locais temem que os temporais, ondas do mar e chuva pesada causem enchentes. Foram divulgados alertas pedindo para que a população se afaste das áreas com diques próximas ao delta do Rio Grande, na fronteira mexicana, porque teme-se que as barragens não suportem a pressão das águas.O furacão terá a força dos ventos aumentada antes de tocar a terra firme, o que deverá ocorrer nas primeiras horas de amanhã. Às 17h, horário local no Golfo do México, o olho do furacão estava 265 quilômetros ao sudeste de Bronwsville (Texas, EUA) e se movia em direção ao noroeste, com velocidade de 16 quilômetros por hora. Um alerta de furacão está em vigor na costa americana do Golfo, entre Brownsville e Corpus Christi, e na costa mexicana, do Rio San Fernando até a fronteira com os EUA.No México, o governador do estado de Tamaulipas, Eugenio Hernández, disse que os funcionários planejam retirar 23 mil pessoas do litoral e levá-las a abrigos em Matamoros, Soto La Marina e San Fernando. Os primeiros temporais começaram a cair sobre South Padre Island e Reynosa, México, no começo da noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.