EFE/Justin Lane
EFE/Justin Lane

Donald Trump anuncia pré-candidatura à presidência dos EUA

Magnata do setor imobiliário é o 12º a entrar na corrida pela indicação republicana à disputa pela Casa Branca

O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2015 | 13h02

NOVA YORK - O magnata do setor imobiliário Donald Trump anunciou nesta terça-feira, 16, sua candidatura à indicação do Partido Republicano para a eleição presidencial de 2016 nos Estados Unidos.

"Estou anunciado oficialmente que estou concorrendo para ser presidente dos Estados Unidos, para fazer nosso país maior de novo", disse Trump no discurso de lançamento de sua candidatura em seu arranha-céu Trump Tower, em Manhattan, Nova York. "Serei o maior presidente para os empregos que Deus já criou."

O bilionário, conhecido por sua franqueza e amplamente visto como alguém com poucas chances de conquistar a indicação do partido, vai certamente animar a disputa entre os vários republicanos que buscam a indicação partidária para a disputa presidencial.

Doze republicanos já anunciaram sua candidatura à indicação do partido para as eleições de novembro do ano que vem. Antes de Trump, o último foi o ex-governador da Flórida Jeb Bush, que lançou sua candidatura na segunda-feira.

Trump, de 69 anos, é dono de vários hotéis e apresenta o reality show na TV "The Celebrity Apprentice", na emissora NBC. Ele chegou a cogitar disputar as últimas eleições presidenciais nos Estados Unidos, mas acabou decidindo por não concorrer.

Em seu discurso, Trump recorreu à veia nacionalista, criticou o avanço da China na economia mundial e também a presença de imigrantes mexicanos nos Estados Unidos. "Nosso país precisa de um grande e verdadeiro líder", afirmou Trump. "Precisamos de alguém que faça este país grande de novo, e podemos fazê-lo", defendeu.

Trump aparece apenas na 12ª posição em pesquisa online Reuters/Ipsos com 13 republicanos que se declararam candidatos ou cuja declaração de candidatura é considerada provável. Em outras pesquisas, Trump apresenta taxas negativas, com mais de 50% dos americanos afirmando que jamais considerariam votar nele. / REUTERS, AP e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleições 2016Donald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.