Donald Trump chama reeleição de Obama de 'farsa'

O bilionário norte-americano Donald Trump não ficou feliz com a reeleição do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, segundo a página na internet do Huffington Post.

SERGIO CALDAS, Agência Estado

07 de novembro de 2012 | 10h01

O magnata do setor imobiliário e apresentador de TV expressou sua insatisfação no Twitter com um discurso contra o Colégio Eleitoral e o processo democrático como um todo, de acordo com o site. "Esta eleição é uma farsa e uma distorção. Não somos uma democracia!", afirmou Trump na rede social.

Em outra mensagem, também no Twitter, Trump classificou o Colégio Eleitoral, que permitiu a observadores declarar a vitória de Obama por volta das 2h12 (de Brasília), de "desastre para a democracia". Há doze anos, muitos democratas provavelmente teriam concordado, quando uma disputa acirrada na Flórida garantiu o triunfo de George W. Bush na eleição presidencial de 2000, embora o republicano tenha perdido no voto popular, comentou o Huffington Post.

Trump fez oposição aberta a Obama durante toda a campanha de reeleição e, em várias ocasiões, exigiu que o presidente apresentasse sua certidão de nascimento e outros documentos.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçãoTrump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.