Doze seguranças de líder das Farc são mortos

COLÔMBIA

, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2010 | 00h00

Doze guerrilheiros que faziam a segurança do líder máximo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Alfonso Cano, foram mortos ontem em um confronto com militares colombianos. A informação foi divulgada pelo Exército do país. O choque ocorreu no município de Planadas, no sul da Colômbia. Perto da fronteira com a Venezuela, dez militares morreram em outro confronto com a guerrilha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.