Drama dos mineiros chega ao fim

Todos os 33 foram resgatados da mina San José em boas condições de saúde.

BBC Brasil, BBC

14 de outubro de 2010 | 09h57

Chegou ao fim na noite de quarta-feira o drama dos 33 mineiros que ficaram presos por mais de dois meses em uma mina no Deserto do Atacama, no Chile.

O último mineiro a ser retirado - o líder do grupo, Luis Urzúa - chegou à superfície às 23h no horário do Chile (mesmo horário de Brasília), pouco mais de 22 horas após o primeiro resgate na mina San José.

Aos gritos de "Chi-chi-chi le-le-le", Urzúa saiu da cápsula animado e, logo após abraçar seus familiares, começou a contar detalhes do drama vivido por ele e seus 32 colegas.

Ele agradeceu aos técnicos que estavam no local e principalmente ao presidente chileno, Sebastián Piñera, que permaneceu na saída da mina desde o primerio resgate.

"Tínhamos pouca comida, mas soubemos administrá-la. Estávamos comendo quase a cada 48 horas", disse Urzúa a Piñera sobre os primeiros 17 dias, quando ficaram incomunicáveis. "Espero que isso não volte a acontecer nunca mais."

Assim que último mineiro foi resgatado, a euforia tomou conta não apenas do acampamento que cerca a mina, mas de todo o Chile. Imagens de TV mostravam chilenos chorando, agitando bandeiras e celebrando em várias cidades do país.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.