Duas crianças morrem ao tentar desmontar granada no Daguestão

Duas crianças russas morreram ao tentar desmontar uma granada na república do Daguestão, vizinha da Chechênia, informou o Ministério do Interior.Os dois irmãos, de 5 e 10 anos de idade, encontraram a granada num descampado e a levaram para sua casa, onde aconteceu a explosão, segundo a agência Interfax.O irmão mais novo morreu na hora, e o mais velho a caminho do hospital, acrescentou a fonte.A Polícia acredita que os meninos pensavam em vender a carcaça da granada como ferro-velho. A atividade é comum no Daguestão, onde no ano passado houve mais de 50 atos terroristas, causando a morte de pelo menos 40 policiais.Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), desde o início da guerra na Chechênia, em 1994, 126 crianças morreram e 612 foram feridas por causa da explosão de minas e de outros artefatos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.