Duas explosões deixam 7 mortos e 52 feridos na Índia

Militantes suspeitos detonaram duas bombas na instável região nordeste da Índia neste domingo (22), matando sete pessoas. As explosões ocorreram com uma diferença de minutos, no lado de fora de uma estação de polícia em Nalbari, cidade próxima à Gauhati, capital de Assam. Pelo menos 52 pessoas ficaram feridas nas duas explosões, disse Bhaskar

AE-AP, Agencia Estado

22 Novembro 2009 | 13h15

Mahanta, inspetor-geral da polícia de Assam.

No nordeste da Índia mais de 10 mil pessoas morreram em virtude da violência separatista ao longo da última década. A região abriga dezenas de grupos separatistas que acusam o governo de explorar as riquezas naturais da área sem proporcionar benefícios à população nativa.

Mahanta disse que a autoridade suspeita que o ataque foi realizado pelo grupo separatista militante Frente Unida para Libertação de Asom, pois a polícia havia recebido informes do serviço de inteligência sugerindo que o movimento estava planejando se vingar da prisão de dois líderes na semana passada. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade do ataque até agora.

Mais conteúdo sobre:
terrorismo Índia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.