Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Duas freiras são esfaqueadas na própria casa, em Kirkuk

Duas freiras foram mortas na última segunda-feira, 26, em Kirkuk, ao norte do Iraque. Fawzeiyah Naoum, de 85 anos, e sua irmã Margaret, de 79, foram encontradas na casa onde moravam, próxima à Catedral da Virgem, com diversas perfurações pelo corpo.Segundo o tenente Marewan Salih, da polícia local, elas moravam sozinhas e não havia nenhum sinal de roubo na residência.Em outro atentado nesta terça-feira, 27, pelo menos dez pessoas morreram e outras 27 ficaram feridas depois que um carro-bomba foi jogado contra uma área movimentada em Ramadi, na província de Al-Anbar, no oeste do Iraque.Um ataque com morteiros em uma área de população xiita deixou quatro mortos nesta terça. O atentado ocorreu no distrito de Abu Dasheer, um reduto xiita na região predominantemente sunita na cidade de Dora.Duas crianças, um homem e uma mulher estão entre os mortos no segundo atentado com morteiros em menos de três dias na região.Negociações com insurgentesOs atos de violência vêm à tona um dia depois de o embaixador dos Estados Unidos em Bagdá, Zalmay Khalilzad, anunciar otimismo quanto aos progressos das forças de segurança no Iraque mas, ao mesmo tempo, alertar que os americanos estão impacientes com a guerra.Ele afirmou que autoridades dos Estados Unidos estão negociando com líderes de grupos insurgentes para uma possível união dos iraquianos contra a Al-Qaeda, liderada por Osama bin Laden."Houve discussões com representantes de vários grupos após as eleições e durante a formação do governo", disse. O embaixador se referia às eleições de dezembro de 2005.

Agencia Estado,

27 de março de 2007 | 10h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.