Duas pessoas morrem em protestos na Turquia

Duas pessoas morreram em meio a confrontos que eclodiram em Istambul, capital da Turquia, e outras cidades do país, em meio protestos após o funeral de um adolescente que morreu nove meses depois de ser atingido por um policial com um recipiente de gás lacrimogêneo.

AE, Agência Estado

13 de março de 2014 | 11h29

O escritório do governador da província de Istambul informou que um homem de 22 anos morreu em embate entre dois grupos de jovens na noite de quarta-feira, quando a polícia disparou canhões de água e gás lacrimogêneo para evitar que multidões alcançassem a praça principal de Istambul após o enterro de Berkin Elvan, de 15 anos.

Em Tunceli, no sudeste do país, um policial morreu de ataque cardíaco durante confronto com manifestantes antigoverno na quarta-feira, conforme o governador da província. Autoridades negaram relatos de que bombas de gás lacrimogêneo disparadas pela polícia tenham desencadeado o ataque cardíaco, insistindo que o policial não tinha sido exposto a gás.

Manifestantes antigoverno voltaram às ruas do país desde a morte de Berkin na terça-feira.

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou hoje seus oponentes, incluindo políticos, mídia e empresários, de tentar provocar caos antes das eleições locais marcadas para o final deste mês. "Eles estão tentando obter resultados provocando e aterrorizando as ruas", afirmou Erdogan. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiaprotestosmortesberkin elvan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.