Daniel Leal-Olivas / AFP
Daniel Leal-Olivas / AFP

Duas pessoas são esfaqueadas na sede da Sony Music no Reino Unido

Segundo a empresa, caso foi desencadeado por uma briga violenta entre dois funcionários, que foram detidos por ‘supostos ataques corporais graves’; apesar dos ferimentos, ambos estão fora de perigo

O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2018 | 15h37

LONDRES - A polícia britânica informou que duas pessoas foram esfaqueadas nesta sexta-feira, 2, na sede da Sony Music no Reino Unido, no bairro de Kensington, centro de Londres. De acordo com a empresa, o caso foi desencadeado por uma briga violenta entre dois funcionários.

Segundo a Polícia Metropolitana, os agentes foram chamados por volta das 7h (em Brasília) e o caso não está sendo tratado como terrorismo.

Os funcionários da gravadora foram retirados do edifício, onde também fica o grupo Warner Music. "Dois membros da equipe de catering iniciaram uma briga violenta", afirmou a Sony Music em um comunicado.

"Dois homens foram encontrados com ferimentos de arma branca. Ambos foram detidos no local por supostos ataques corporais graves", informou a polícia londrina. "Os dois foram levados para o hospital. Os ferimentos não representam perigo para suas vidas", completa o comunicado.

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostravam um grande número de veículos policiais no local. Maria Afolabi, de 25 anos, analista financeira na Warner, afirmou que os funcionários foram informados sobre um problema pelo alarme de incêndio. Ao sair do prédio, ela viu um funcionário da Sony chorando e a polícia entrando no local.

A agência de notícias Press Association citou uma fonte não identificada da Sony que afirmou que dois funcionários de uma empresa de catering "corriam por todos os lados, em perseguição e esfaqueando um ao outro". / REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.