Duas pessoas são mortas em comício no Equador

Dois partidários do governo foram mortos e quarto ficaram feridos durante um comício de campanha na cidade de Quininde, na província de Esmeraldas.

AE, Agência Estado

05 de fevereiro de 2013 | 10h57

O presidente Rafael Correa disse na noite de segunda-feira, em sua conta no Twitter, que "homens malucos esfaquearam sete integrantes do Alianza Pais enquanto eles esperavam pelo presidente. Dois mortos."

O Alianza Pais é o partido de Correa. Um vídeo colocado no Youtube na segunda-feira mostra um homem com uma faca atacando as pessoas que participavam do comício.

Correa estava a caminho do encontro quando o acidente aconteceu e teve de cancelar sua participação. O ministro do Interior José Serrano disse mais tarde, durante uma coletiva de imprensa, que uma pessoa havia sido detida.

Correa, que é uma aliado próximo do presidente venezuelano Hugo Chávez, é o favorito para a eleição presidencial de 17 de fevereiro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorviolênciacomícioCorrea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.