Dublin prepara festa para a nova União Européia

Os chefes de Estado e de Governo da nova União Européia já começaram a chegar a Dublin para participar nas cerimônias oficias da entrada de mais 10 países no bloco após terem comemorado o acontecimento nos seus respectivos Estados-membros. Os líderes europeus dos 25 países assistem hoje à tarde ao hastear da bandeira em Farmleigh, a residência oficial do governo da Irlanda, país que assume a presidência da UE no primeiro semestre de 2004. Um coro formado por de 500 jovens irá, ao mesmo tempo, entoar o Hino da Alegria de Ludwig van Beethoven, o hino europeu. As cerimônias terminam com um jantar oficial com a presença de todos os chefes de Estado e de Governo. O centro da capital irlandesa, onde são esperadas 100 mil pessoas, está transformado numa grande feira européia com representações dos 25 países da Europa alargada, a Bulgária e a Romênia, que estão a negociar a sua adesão, e a Turquia, que ainda não iniciou as conversações. Mais de 5.000 polícias e 2.500 soldados foram mobilizados para assegurar a ordem das manifestações de militantes antiglobalização que se realizam no "Phoenix Parh" de Dublin. História - Entre os dez novos Estados-membros figuram oito países ex-comunistas que estavam na esfera de influência da ex-União Soviética (Polônia, República Checa, Hungria, Eslováquia, Eslovênia, Lituânia, Letônia e Estônia) e duas ilhas mediterrâneas (Chipre e Malta). A nova UE apagar definitivamente as divisões nascidas da Segunda Guerra Mundial e da Guerra Fria entre os dois blocos. O fim do regime comunista na União Soviética e a queda do muro de Berlim em 1989 foram determinantes para o "salto" que a Europa está prestes a dar. A União passa agora a ter 450 milhões de habitantes, consolidando o seu lugar de terceira grande "entidade" ou grupo homogêneo de países, logo a seguir à China e à Índia. Com os dez novos Estados-membros, a população irá crescer cerca de 20 por cento, mas a riqueza (PIB) da UE terá um incremento de apenas 5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.