Duma suprime festa da Revolução de Outubro de 1917

A Câmara Baixa do Parlamento russo (Duma)aprovou hoje uma lei que substitui o feriado de 7 de novembro - dia da Revolução Bolchevique de 1917 - por uma Jornada da Unidade do Povo, em 4 de novembro, para celebrar a expulsão da Rússia dos invasores poloneses em 1612.Os deputados comunistas, liderados por Guennadi Ziuganov, e uma parte dos nacionalistas de esquerda tentaram derrotar o projeto de lei, que acabou sendo aprovado por 327 votos contra104 e duas abstenções. A nova lei deverá ser ratificada pelo Conselho da Federação(Câmara Alta) antes de entrar em vigor. A medida faz parte de uma reorganização dos feriados na Rússia.O 7 de novembro, principal festa política da época soviética (que corresponde ao 25 de outubro de 1917 no antigo calendário juliano), tinha sido mantido mesmo depois do fim do comunismo,em 1991. Contudo, durante o governo de Boris Yeltsin ele havia sido rebatizado como Jornada do Acordo e da Reconciliação. O 4 de novembro comemora a expulsão dos poloneses que haviamocupado o Kremlin durante vários meses e a declaração desse dia como feriado é apoiada pela Igreja Ortodoxa russa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.