Dupla protesta em embaixada do Bahrein em Londres

Dois manifestantes subiram no telhado da embaixada do Bahrein em Londres, abrindo uma faixa em protesto à família real bareinita. Uma fotógrafa da Associated Press viu dois homens com uma bandeira no telhado do prédio. No Twitter, um usuário identificado coo Moosa Abd Ali disse ter ocupado o que chamou que de "Al Khalifa den", em referência à família governante do Bahrein.

AE, Agência Estado

16 de abril de 2012 | 16h32

Uma faixa que foi aberta pelos manifestantes mostra as fotografias do ativista Abdulhadi al-Khawaja, que está em greve de fome, e do graduado líder opositor xiita Hassan Mushaima, ambos sentenciados à prisão perpétua no Bahrein após os protestos pró-democracia realizados no país no ano passado.

"Mais de 60 anos de greve de fome", diz a faixa, em referência a Al-Khawaja. O ativista, que tem cidadania dinamarquesa e bareinita, é o foco de uma campanha internacional que tem como objetivo sua libertação. Manifestações diárias realizadas por seus partidários no Bahrein geralmente atraem resposta violenta das forças de segurança. O primeiro-ministro da Dinamarca descreveu o estado de saúde do ativista como "muito crítico".

O Bahrein nega que a saúde de Al-Khawaja esteja piorando.

O país enfrenta um levante que já dura 14 meses e tem como objetivo de enfraquecer os poderes da monarquia sunita. Ultimamente, o país vem registrando um aumento na violência.

A polícia metropolitana de Londres disse nesta segunda-feira que preparava um comunicado sobre o incidente na embaixada. Equipes de resgate disseram que mantinham duas ambulâncias na praça Belgrave, onde também ficam as embaixadas da Síria e da Alemanha, dentre outras. Ligações telefônicas feitas para a embaixada do Bahrein não foram atendidas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoBahreinLondresprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.