Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AP
AP

Duplo ataque suicida atribuído ao Boko Haram mata ao menos 20 pessoas em Camarões

País enviou soldados para participar da ofensiva contra o grupo na vizinha Nigéria

O Estado de S. Paulo

22 de julho de 2015 | 20h05

YAOUNDÉ - Ao menos 20 pessoas morreram na região de Maroua, em Camarões, após dois suicidas detonarem bombas em um mercado agitado e em um bairro popular, informou a polícia local. O número de mortos pode subir à medida que as buscas por vítimas entre os escombros continuam, disse o policial Eric Bambue.

A primeira explosão atingiu um mercado, e a segunda um bairro densamente povoado, ambas na capital da região camaronesa de Far North, em Maroua, disse uma fonte militar à Reuters. Ninguém assumiu a responsabilidade pelos atentados, mas o Boko Haram intensificou os ataques contra países que fazem fronteira com sua sede no nordeste nigeriano - Chade, Níger e Camarões.

Camarões enviou soldados para a força-tarefa multinacional que luta contra o grupo extremista Boko Haram, já sofreu dois ataques além do de hoje.   As explosões ocorreram 10 dias após dois ataques suicidas matarem 13 pessoas em Fotokol, cerca de 300 km ao norte de Maroua.

As ações do grupo extremista Boko Haram, que atua na Nigéria há seis anos com o objetivo de estabelecer um Estado islâmico no país, se espalharam para os países da região.

"As pessoas corriam em todas as direções", disse Celestin, um professor, acrescentando que tinha acabado de chegar ao mercado central da cidade quando a primeira bomba explodiu. / Dow Jones Newswires e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
CamarõesviolênciaBoko Haram

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.