Duplo atentado deixa 15 mortos e 100 feridos no Iraque

Dois carros-bomba atingem delegacias em Falluja, região que já foi considerada bastião de insurgentes no país

AE/AP, Agencia Estado

04 de dezembro de 2008 | 10h13

Dois carros-bomba atingiram nesta quinta-feira, 4, duas delegacias em Falluja, matando pelo menos 15 pessoas e ferindo mais de 100, segundo funcionários iraquianos. Um policial graduado informou que um dos edifícios foi completamente destruído.   Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, os veículos explodiram perto de barreiras de concreto, usadas para proteger os postos policiais. Funcionários de hospitais e policiais afirmam que o número de feridos nos ataques deve passar de 100. Falluja, situada 65 quilômetros a oeste de Bagdá, já foi um bastião das forças insurgentes no país. A cidade fica na província de Anbar, onde ocorreram alguns dos mais violentos confrontos antes das eleições provinciais de 31 de janeiro.   Os ataques, aparentemente coordenados, ocorreram com minutos de intervalo. Várias residências nas proximidades foram danificadas por causa dos atentados. Há três meses, as forças dos Estados Unidos entregaram o controle de Anbar para o governo iraquiano. Em outro incidente, uma motocicleta estacionada explodiu perto de um restaurante em Baquba, a nordeste da capital. Três pessoas morreram e 10 ficaram feridas.   Combates   Quatro supostos insurgentes foram mortos e 32 detidos, em operações contra a Al-Qaeda no Iraque realizadas na quarta-feira e nesta quinta-feira. A maior das ações ocorreu em Kirkuk, no norte do país, área rica em petróleo que os curdos querem incorporar em sua região semi-autônoma. Nessa operação em Kirkuk, forças terrestres mataram quatro homens armados, afirmaram os militares norte-americanos em comunicado. Outros 16 suspeitos foram detidos na ação.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.