Duplo atentado mata pelo menos 16 pessoas no Iraque

Alvos eram peregrinos xiitas que iam a Kerbala; mais de 150 já morreram na última semana

Agência Estado e Associated Press

24 de janeiro de 2011 | 08h48

Iraquiano levam mulher ferida para ambulância.

 

BAGDÁ - Dois carros-bomba mataram pelo menos 16 pessoas no Iraque nesta segunda-feira, 24. Segundo autoridades, as explosões tinham como alvos peregrinos xiitas no país, que rumavam para a cidade de Kerbala.

 

A primeira explosão ocorreu por volta das 7 horas locais em um estacionamento onde ônibus deixavam peregrinos. Segundo a polícia, seis pessoas morreram e 34 ficaram feridas neste ataque. Uma segunda bomba teria sido desarmada antes de explodir.

 

Quatro horas depois, um carro-bomba explodiu no meio de uma multidão, matando ao menos 12 pessoas, entre elas dois soldados, e ferindo 21, de acordo com as autoridades.

As explosões ocorrem no momento em que centenas de milhares de peregrinos xiitas se reúnem em Kerbala para as cerimônias que marcam o fim do Arbaeen, um período de luto de 40 dias para lembrar a morte, no século VII, do Imã Hussein, neto do profeta Maomé.

 

As explosões desta segunda em Kerbala foram as últimas de uma série de ataques que já mataram mais de 150 pessoas em pouco menos de uma semana. A violência sectária no Iraque sofreu quedas nos últimos anos, mas os ataques recentes elevam os temores sobre o futuro da segurança do país, quando as tropas americanas retornarem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.