Durão Barroso é aprovado para a presidência européia

O Parlamento europeu aprovou, em votação secreta, a eleição do português José Manuel Durão Barroso como sucessor de Romano Prodi na presidência da Comissão Européia, órgão executivo da UE, informaram fontes oficiais. O anúncio foi feito oficialmente pelo presidente do Parlamento europeu, Josep Borrell, que confirmou que o candidato obteve 413 votos a favor, 251 contra, enquanto 44 foram em branco e 33, anulados. A proclamação do resultado foi realizada com atraso, já que Barroso não estava presente no salão, e os deputados tiveram de esperá-lo. Barroso, em uma breve intervenção, agradeceu e reiterou sua "profunda convicção de europeísta", e prometeu colaborar com o Parlamento "para construir uma Europa próspera e segura".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.