EFE/Ritchie B. Tongo
EFE/Ritchie B. Tongo

Duterte diz que se pudesse voltar no tempo não seria presidente das Filipinas

Líder polêmico afirmou que cargo é cansativo e considera pouca a quantia de US$ 2,6 mil que recebe como salário

O Estado de S.Paulo

13 Dezembro 2016 | 11h12

MANILA - O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse que, se pudesse voltar no tempo, não pensaria em ocupar seu atual cargo porque é cansativo e paga mal, de acordo com informações divulgadas nesta terça-feira, 13, pela imprensa local.

"Não sei se vou sobreviver aos próximos seis anos", afirmou Duterte em um ato de entrega de prêmios realizado na noite de segunda-feira no palácio presidencial de Malacañang, em Manila, segundo o jornal Philippines Star. "Estou preparado para deixar o posto (...). Não faz minha cabeça nem o poder e nem a presidência", acrescentou o líder, que considerou pouca a quantia de 130 mil pesos (US$ 2,6 mil) mensais que recebe.

O presidente confessou, no entanto, que quer cumprir com as promessas que fez aos filipinos durante a campanha que o levou à vitória nas eleições de 9 de maio de 2016. Entre outras coisas, ele prometeu limpar o país das drogas em seis meses, atendimento médico para pessoas carentes, empréstimos para os mais pobres e para as pequenas e médias empresas, uma lei de liberdade de informação, uma convenção constitucional, melhoria no transporte ferroviário e uma alta salarial substancial para professores e policiais (passando dos atuais US$ 315 para entre US$ 1,6 mil e US$ 2,1 mil).

Duterte completará no fim de dezembro seus primeiros seis meses no cargo com um grande apoio entre a população filipina, segundo as pesquisas. As maiores críticas que recebeu desde que iniciou seu mandato, em 30 de junho, estão relacionadas a sua campanha contra as drogas e às 5,9 mil mortes que causou, a maioria em execuções extrajudiciais. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Filipinas Drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.