'É hora de cessar-fogo entre Israel e Hamas', diz Obama

O presidente dos EUA, Barack Obama, intensificou os pedidos para um cessar-fogo entre Israel e militantes palestinos do Hamas, citando "sérias preocupações" sobre o crescente número de mortes no conflito na Faixa de Gaza.

Agência Estado

21 de julho de 2014 | 12h52

"Isso agora tem de ser o nosso foco e o foco da comunidade internacional para aplicar um cessar-fogo que termine o confronto", disse Obama, em discurso na Casa Branca. "Obviamente não será fácil".

O presidente afirmou que o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, vai pressionar ambos os lados, após a sua chegada no Oriente Médio mais tarde nesta segunda-feira, a aderirem a um acordo de cessar-fogo, feito em novembro de 2012 entre Israel e o Hamas.

Obama reiterou o seu apoio ao direito de Israel de se defender contra os ataques com foguetes e disse que as forças israelenses danificaram as capacidades ofensivas do Hamas. Mas ele afirmou que o crescente número de vítimas fez um cessar-fogo necessário. "Nós não queremos mais ver os civis serem mortos", disse Obama. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAObamaIsraelpalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.