E-mails revelam origem de disputa entre astronautas dos EUA

A astronauta Lisa Nowak teria descoberto correspondências entre o piloto da marinha William Oefelein e Colleen Shipman, antes de tentar seqüestrar sua rival na disputa pelo amor do oficial, segundo documentos divulgados por advogados do caso nesta terça-feira, 6.Nowak foi acusada pela Corte americana no início de fevereiro de tentar seqüestrar e matar Shipman após desconfiar que ela tinha um caso com Oefelein, que integrou a tripulação do Discovery numa missão à Estação Espacial Internacional em dezembro do ano passado.Nowak, que fazia parte da tripulação do ônibus espacial Discovery em julho do ano passado, também foi acusada de agressão física, tentativa de roubo e destruição de provas, segundo documentos judiciais.Nowak teria descoberto alguns e-mails e outras mensagens amorosas de Colleen para Oefelein e depois planejou o seqüestro.Os e-mails, assim como declarações de Oefelein, confirmaram que o piloto teve um relacionamento com Nowak. Segundo documentos, Oefelein teria terminado com Nowak para iniciar uma nova relação com Shipman. Oefelein disse que considerava Nowak uma de suas melhores amigas na Nasa. "Nós tínhamos um relacionamento, mas você sabe, nunca usei a palavra namorada", disse.Oefelein conheceu Shipman em um treinamento na Flórida em dezembro de 2006. Eles trocavam e-mails regularmente e, em um deles, a astronauta expressava seu desejo de "rasgar as roupas do piloto."Em outro e-mail, enviado em janeiro, Shipman escreveu que amava Oefelein, que respondeu de forma receptiva à declaração.Oefelein e Shipman disseram aos investigadores que acreditam que estes e-mails foram abertos novamente que fica no computador do apartamento de Oefelein. Nowak possuía a chave do local.O crimeEm depoimento, Nowak disse que foi de Houston a Orlando sem parar, usando uma fralda para não ter de ir ao banheiro. Chegando na cidade, ela seguiu Shipman até o seu carro, que estava parado em um estacionamento.Shipman teria então se trancado no carro, mas abaixou a janela quando Nowak começou a chorar. A astronauta, disparou spray de pimenta o contra Shipman, que fugiu para pedir ajuda. Um policial seguiu Nowak e disse que ela estaria carregando uma peruca, um rifle de ar comprimido, um bastão de aço e uma faca. Além disso, ela teria cópias de e-mails trocados entre Oefelein e Shipman.No seu depoimento, Nowak disse que sua ligação com Oefelein era ?mais do que uma relação profissional, mas menos do que um romance?. Segundo ela, sua única intenção era a de assustar a sua rival, contando a ela a sua relação com Oefelein.No entanto, Nowak, que estava detida pelo crime, foi libertada de uma prisão na Flórida após pagar uma fiança de US$ 25 mil, segundo testemunhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.