É pedido o arquivamento da acusação a Strauss-Kahn

A promotoria de Nova York pediu a um juiz o arquivamento da acusação contra Dominique Strauss-Kahn, de 62 anos e ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), o qual foi acusado de tentar estuprar a camareira Nafissatou Diallo, uma imigrante da Guiné de 33 anos, no Sofitel de Nova York em 14 de maio. Em uma audiência na terça-feira, o juiz tomará a decisão de arquivar ou não o caso.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2011 | 17h31

Segundo uma fonte familiarizada com o assunto, o pedido de arquivamento foi feito por causa de "sérios questionamentos levantados a respeito da credibilidade da camareira". Diallo e seu advogado Kenneth Thompson teriam sido comunicados sobre a decisão nesta segunda-feira, quando estiveram no escritório da promotoria.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAStrauss-KahnFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.