Ebola: paciente de NY tinha febre menor que a divulgada

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou que o médico norte-americano diagnosticado com ebola procurou as autoridades de saúde com uma febre menos intensa do que a divulgada pela mídia na quinta-feira. Segundo Cuomo, o paciente estava com 38ºC, e não 39,5ºC.

Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2014 | 11h07

A correção é importante, já que o vírus só é transmitido quando os sintomas começam a aparecer, e Spencer havia viajado em duas linhas de metrô da cidade - levantando a suspeita de que ele pudesse ter contaminado outras pessoas em Nova York.

Ao ser questionado pelas autoridades, no entanto, Spencer disse que não havia sentido sintomas até a manhã da quinta-feira, quando se apresentou voluntariamente ao centro médico Bellevue, uma das quatro unidades de saúde designadas para o tratamento da doença.

Cuomo disse ainda que Spencer agiu de modo responsável, apesar de ter passeado pela cidade, e reafirmou que o médico sabia que não estava com sintomas quando saiu de casa. Spencer retornou aos Estados Unidos após tratar de pacientes do ebola no oeste da África e foi diagnosticado com a doença na quinta-feira. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ebolaNYpacientefebreepidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.