Economia continua "fundamentalmente forte", diz Bush

Depois de uma nervosa semana de queda em Wall Street e demissões nas companhias aéreas, o principal tema do pronunciamento por rádio que o presidente George W. Bush faz aos sábados foi a economia. Bush procurou tranqüilizar os americanos, afirmando que, apesar das ações terroristas contra o World Trade Center e o Pentágono e de suas conseqüências, a economia do país está "fundamentalmente forte". "O terroristas que atacaram os EUA no dia 11 tiveram como alvo tanto nossa economia como nosso povo", afirmou. "Eles derrubaram um símbolo da prosperidade americana, mas não podem tocar em sua fonte", acrescentou. "Ainda somos a maior nação na face da Terra e nenhum terrorista será capaz de decidir nosso destino." Um alto funcionário disse hoje à Associated Press que Bush está prestes a assinar uma ordem executiva citando nomes de organizações terroristas e agentes do terror ao redor do mundo e congelando seus bens nos EUA. O funcionário não informou se a ordem mencionará organizações além das que integram a Al-Qaeda, a rede terrorista liderada pelo exilado saudita Osama bin Laden. Bush também estabeleceu uma recompensa de US$ 24 milhões por informações que levem à captura dos terroristas responsáveis pelos atentados de 11 de setembro. A nova recompensa soma-se aos US$ 5 milhões oferecidos em 1998 como prêmio a informações que permitam a prisão de Bin Laden. Em Nova York, prosseguiram hoje os trabalhos de busca de sobreviventes ou corpos de vítimas entre os escombros do WTC. Segundo o prefeito Rudolph Giuliani, o total de desaparecidos continua sendo 6.333, mas pode variar, dependendo do cruzamento de informações da polícia e de consulados estrangeiros. Já foram recuperados 252 corpos, dos quais 183 foram identificados. No Pentágono, em Washington, 117 corpos já foram recuperados, dos quais 52 foram identificados, e ainda há 72 desaparecidos. Ao todo, as ações terroristas do dia 11 deixaram 6.818 mortos ou desaparecidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.